segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Me formei, me aguente...

Sobre a formatura...
Silvia, a 3 anos passados,  minha chefe,  me deu o seguinte  feedback:
"- você  tem tudo pra ser promovida aqui na Cia, mas sem faculdade não  posso te ajudar a ir a lugar nenhum. Você  pensa em estudar  ou vai ficar na zona de conforto?" Eu  ja estava a 8 anos na companhia. Saí  frustrada da salinha e comecei  a fazer contas, quanto eu poderia investir e comecei  a ver cursos com horários  acessíveis, preço  dentro do meu orçamento, vi: psicologia ( que eu ja tinha iniciado  a quase  10 anos), vi letras, marketing.... até  que, depois de compartilhar  meu drama com a Adriana, ela falou dos horários diferenciados da Sumaré, e juntas  achamos o curso de Comunicação Institucional que achamos a minha cara! Fiz a inscrição  para o vestibular  e no dia seguinte  fiz a prova. Quando recebi o resultado positivo, pedi muito sem jeito,  12 folhas de cheque para a Katia pra poder fechar a matrícula com um super desconto se eu fechasse naquele momento garantiria 1 ano de faculdade. Ela, sem nem exitar, me emprestou tudinho... Quando  anexei a minha matrícula  ao e-mail,  eu  disse à minha chefe: " tô matriculada". Ela disse que quando surgisse oportunidade, eu estaria na fila.  Eu sempre gostei de estudar,  mas minhas condições  não  eram tão  favoráveis  e fui deixando. Mas o tal " vai ficar na zona de conforto" me irritou tanto, e foi o pontapé  pra eu acordar.  Iniciei os estudos  e foi muito difícil no começo.  Toda sexta saía  correndo do trabalho para faculdade.  Saía as 23h15  e pegava quase sempre o último  trem pra chegar em casa... E como cantam nos sambas "moro no Grajaú, se eu perder esse trem, que sai agora as onze horas, só  amanhã  de manhã .." era bem isso.. chegava em casa a tempo de correr pelo chuveiro  pois no dia seguinte  as 8h era a primeira  aula.   As 6h ja tinha  que estar a caminho.. primeiro semestre  de luta e adaptação... provas, trabalhos, gente querendo te humilhar, eu chorava  quietinha por  me sentir burra perto de gente tão instruída. Tinha gente que estava na segunda faculdade... Eu sabia que era capaz, mas me deixava intimidar. Um dia a Elaine me disse:  "como estão  suas notas na faculdade mocinha?!" Eu senti um negócio!!! E disse que estavam  boas e que eu estava me esforçando ... Ninguém  havia perguntado  antes. Com o passar  do tempo, fui ficando  malandra, já sabia como lidar com alguns colegas  e dei o melhor de mim em trabalhos e apresentações. Mundo  difícil, as vezes, o meu melhor ainda era pouco ... Eu sempre relatava alguns dramas nas redes sociais de uma  forma  irreverente para amenizar  as chateações. Minhas  notas foram muito boas... Estudar comunicação  me insentivou a escrever, e este blog é  fruto disso. Na minha sala tinha uma jornalista, Vera Tabach,  que escreve super  bem  é embaixadora da paz e presidente  da Associação  Brasileira de Mídias  Digitais, e ela elogiou  meu blog e disse que lia (até hoje eu duvido). Minha parceira  de grupo, Alcione,  colega que virou amiga, também  disse que gostava muito da forma que eu escrevia, e que gostaria de escrever como eu. Eu dei risada, porque os textos dela eram sensacionais! Ela conseguia  contar a história  do miojo  com o glamour  de um best seller... mas ela me ajudou a entender  que cada um tem sua particularidade, seu jeitinho de escrever... Enfim, este blog é  para compartilhar  emoções  e risadas! E a emoção  de ver minha filha  emocionada por eu estar me formando não  cabe nem aqui. Escrevi tudo isso para agradecer a todas estas  pessoas que, hoje, devem  saber  a importância  de suas palavras na minha vida... Somos  responsáveis  pelas nossas palavras, pela força  que elas tem. 
E que venham novos desafios!

domingo, 19 de agosto de 2018

Para os meus amigos

Quer ser meu amigo? Saiba que não  vou  te encher de elogios e que não  vou falar "com voz fofa" com você. Saiba que eu não  vou passar a mão  na sua cabeça  quando  fizer "merda". Saiba que vou chorar com você quando estiver sentindo  uma grande dor. Saiba  que não  vou te encher de presentes, mas estarei  presente  mesmo que se passe 20 anos. Amizade é  isso. "Não  precisa tá colado pra tá junto". "Quem conheceu  um amigo, jamais morrerá, pois os amigos  são  um pedacinho  do céu..." poderia  citar várias  frases de amigos, mas a gente  sabe quem é  seu  amigo  de verdade quando quebra o pé, quando um filho nasce, quando se está  com prisão  de ventre pós  operatório e de repente  recebe uma visita  trazendo  um suco milagroso  pra limpar tudo. É, que possamos valorizar  aquela  amizade que sem saber, te deu o maior presente que simboliza sua crença. Que possamos valorizar  as amizades que mandam gifs de bom dia com figuras  de  borboletas. E que possamos ser para sempre amigos  sim, se Deus quiser.

Postagem em destaque

Descanso anual!

Pela CLT, "Férias é o período de descanso anual, que deve ser concedido ao empregado após o exercício de atividades por um ano...&qu...

Gostou disso?