segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Dei uma surra na minha filha

Quando eu era pequena, minha avó dizia em alto e bom som: "sua única obrigação é estudar, então, estuda direito". Eu tinha que ter uma letra bonita e ainda mostrar pra ela, que mesmo sem saber ler, sabia diferenciar uma letra boa de uma ruim. Eu me esforçava o máximo, pois tinha tanto respeito e minha avó demonstrava que aquilo seria bom pra mim.

 Hoje, tenho uma filha e repito que a única obrigação dela é estudar e fazer o seu melhor. Não sei o que acontece, mas por estarmos sempre trabalhando pra dar uma vida boa pra eles, acabamos esquecendo alguns limites. Eu não gosto de castigar fisicamente, dou uns gritos e ponho de castigo. Mas tem uma hora que essas crianças desafiam a gente, te olham como se você  fosse um nada e que seu esforço para dar uma vida melhor do que a que você teve na infância é insignificante.

Quem tem que correr para o médico? Quem tem que se virar para dar o que comer? Quem fica preocupado quando recebe uma ligação da escola?  Quem tem que fazer o papel de primeira igreja? Quem tem que passar as noites em claro para saber como será o dia de amanhã?  Os pais!!! O que merecemos é no mínimo boas notas e bom comportamento, e acima de tudo respeito. Já nos diz o quarto mandamento "Honra teu pai e tua mãe". 

Que a "lei da palmada" me perdoe, mas as vezes  é necessário dar uns chacoalhões. Se eu não chacoalhar, o mundo vai dar um jeito de dar uma bela surra nela. Alguém discorda? 


12 comentários:

  1. Concordo plenamente, em casa sempre evitei, meus filhos nunca apanharam, diferente de quando era criança, mas uma coisa eu sei prefiro eu dar umas palmadas do que o mundo, pois mãe quando bate, mãe de verdade ela bate mas com amor o mundo não.

    ResponderExcluir
  2. A madrinha concorda. E quando ficava com ela tb dava umas chacoalhas. Pq quem ama educa

    ResponderExcluir
  3. Eu discordo, Dani. Palmadas é para quem quer mostrar que é mais forte fisicamente, só isso. Não resolve, não educa, só revolta e desenvolve o medo. Falar firme, ser o exemplo positivo e deixar "pensando na vida" de vez em quando dá mais resultado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. compreendo, mas tem situações que nos tiram do sério... sou contra também, mas perco o controle...

      Excluir
  4. Em alguns momentos é necessário dá umas chacoalhadas. Sempre digo a mesma coisa, é melhor nós mãe e pai dizer um NÃO do que a vida que não vai falar com nenhum pouco de delicadeza. Dá umas palmadas num filho que amamos pode ter certeza dói mais na mãe do que nos filhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim... mas o amor tem que falar mais alto, mesmo que seja aos berros né?

      Excluir
  5. Karla Regina Canetto22 de agosto de 2016 18:18

    Se todos os Pais dessem umas Palmadas de vez em quando não haveriam tantos marginais no mundo
    Apanhei e não foi pouco não
    Estou aqui Viva com Saúde e não virei nenhuma Meliante
    Agradeço aos Meus Pais pelas Surras que Levei me ensinou a ser o que sou Hoje

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, palmadas devem ser evitadas com diálogo. Sou a favor caso saia do controle

      Excluir
  6. Sou totalmente contra lei da palmada. Tem que bater, não machucar,espancar,mas umas palmadadse fazem necessário as vezes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, se a correção não fizer efeito com palavras, vai num tapinha pra acordar pra vida!

      Excluir
  7. Na década de 90, a educação era na base do cinto.. hoje em dia, as coisas mudaram.. mas naquela época era um método correto, era indicado bater naquele tempo.. hoje não mais.. hoje deve-se prestigiar o diálogo.. cada geração com seu respectivo método.

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Descanso anual!

Pela CLT, "Férias é o período de descanso anual, que deve ser concedido ao empregado após o exercício de atividades por um ano...&qu...

Gostou disso?